domingo, 22 de março de 2009

Preocupação com a beleza torna as mulheres infelizes


Que o Brasil é um dos países que mais realiza cirurgias plásticas no mundo não restam dúvidas. Uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica revelou que, entre setembro de 2007 e agosto de 2008, foram feitos 1.252 procedimentos estéticos por dia no país. As mulheres são as que mais procuram esse tipo de tratamento. O levantamento, realizado pelo Datafolha, também mostrou que das 457 mil cirurgias realizadas no mesmo período, 402 mil foram feitas em mulheres. E o que elas mais buscaram foram peitos maiores: foram implantadas próteses de silicone em 96 mil mulheres, muitas delas menores de 18 anos.


Para Rachel Moreno, autora do livro A Beleza Impossível, essa busca incansável por uma imagem inatingível deve-se principalmente ao padrão imposto pela mídia, que desconsidera a diversidade. E é bem fácil determinar esse padrão de beleza: “a mulher ideal é jovem, branca, magra e de preferência com cabelo loiro e liso”, define a psicóloga.


Rachel ainda diz que a forma como essas mulheres são representadas reforça essa imagem como algo positivo. “Na novela, elas representam valores do século passado: enquanto a bonitinha é recompensada com casamento, a que não segue o padrão é punida de alguma forma”, exemplifica.


Com a reprodução desses modelos, a mulher se torna mais insatisfeita com sua imagem e apresenta problemas de auto-estima. “A maioria das brasileiras mudaria alguma coisa em seu corpo. Não é normal que a maior parte da população esteja insatisfeita”, comenta.


Para a psicóloga, ser saudável e realizada em outros campos deveria ser o padrão buscado pelas mulheres. “No fim das contas, somos interessantes pelo que nos diferencia”, diz. (...)




Colaboração: Fernando Machado


Nota: “Não procure ficar bonita usando enfeites, penteados exagerados, jóias ou vestidos caros. Pelo contrário, a beleza de você deve estar no coração, pois ela não se perde; ela é a beleza de um espírito calmo e delicado, que tem muito valor para Deus” (1 Pedro 3:3 e 4, NTLH).


2 comentários:

felipe disse...

Interssante pq e um assunto do dia a dia!

Hannah disse...

Nhá, rs. Acho que em primeiro lugar, vaidade em demasia significa baixa estima, rs...
E tudo isso é efêmero, mulheres ficam se preocupando com beleza, enquanto pra muitas falta maturidade, personalidade e cultura, rs. u-u

PS: sem dizer o dinheiro que vai com a vaidade...